Empresas do setor de transportes de passageiros anunciam investimentos de R$ 2,5 bilhões

Iniciativa promoverá crescimento do setor, com novos veículos, mais tecnologia e geração de empregos

Foto: Divulgação / AESCOM ANTT

Após a implementação do novo Marco Regulatório do Transporte de Passageiros, aprovado em dezembro do ano passado pela ANTT, 112 empresas reguladas e fiscalizadas pela Agência Nacional de Transportes (ANTT) anunciaram investimento na ordem de R$ 2,5 bilhões no setor em 2024. Estes recursos já estão sendo direcionados para a compra de novos veículos de marcas como Mercedes Benz, Scania e Volvo bem como para a aquisição de carrocerias produzidas por empresas como Marcopolo, Busscar e Comil, as mais utilizadas no segmento.

Dados de 2023 indicam que a frota rodoviária, composta por quase 10 mil veículos registrados, tem uma idade média de 7,5 anos. No entanto, houve um aumento de 21,85% no número de veículos no ano passado, segundo informações da Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea). O investimento projetado para 2024 supera em 35% os investimentos anuais anteriores, prometendo diversificar os serviços e reduzir a idade média dos ônibus.

Além da renovação da frota, as empresas planejam ampliar os investimentos em tecnologia. Novas gerações de aplicativos serão desenvolvidas para monitorar a demanda, gerenciar receitas, controlar a frota e analisar a concorrência. Essas inovações visam tornar o planejamento mais eficaz, os preços mais competitivos e as operações mais sustentáveis, modernas e ecologicamente corretas. As tecnologias de monitoramento da frota serão utilizadas nos trabalhos de regulação e fiscalização de serviço, uma vez que a ANTT poderá acompanhar em tempo real 100% da operação de transporte de passageiros.

Os benefícios desses investimentos não se limitam aos passageiros. De acordo com o Painel de Emprego da Confederação Nacional de Transportes (CNT), mais de 24 mil novos empregos foram criados nos últimos dois anos e espera-se um aumento de cerca de 30% com as medidas anunciadas pelas empresas. Esta expansão de empregos abrangerá motoristas, mecânicos e profissionais em áreas como desenvolvimento tecnológico, comunicação, publicidade, recursos humanos e cultura.

No ano passado, mais de 34 milhões de passageiros utilizaram o transporte regular interestadual, enquanto cerca de 13 milhões optaram pelo fretamento. Considerando o Mapa do Turismo Brasileiro, do Ministério do Turismo, 89% das 2.542 cidades turísticas do país são atendidas pelo transporte rodoviário regular. Esses investimentos prometem impulsionar a economia do setor, melhorar significativamente a experiência dos passageiros e contribuir para o desenvolvimento do turismo nacional.

A ANTT, enquanto agencia reguladora do setor de transporte interestadual e internacional de passageiros, tem compromisso de promover a harmonização, estabilidade e a evolução do setor para garantir a adequada prestação de serviços aos usuários, com segurança e qualidade.

Por: Assessoria Especial de Comunicação – 06/02/2024
Fonte: GOV.BR | Ministério do Transporte